domingo, 22 de março de 2020

bbc vida selvagem

A Natureza é tão perfeita e tão generosa. Comove-me. Não é um entendimento para todos, pessoalmente ainda bem - é o chamado há males que vêm por bem. Em biliões de indivíduos no mundo, poucos se conseguem conectar honestamente com a mesma. Não há sinceridade entre o Homem e a Natureza, perdeu-se para sempre no tempo. Repito: não é para todos, e ainda bem. É preciosa demais para quem venha por mal, e há tanta gente que vem por mal. O egoísmo, a ganância, a luxúria... são muitos séculos a construir pilares como estes, é tarde para que nos consigamos distanciar dos mesmos. Só a verdade e a pureza funcionam para o mundo natural. Somos persona non grata e já não possuímos as características que fariam digna a nossa existência; não somos dignos. Somos ambiciosos, preferimos, por exemplo, a imortalidade a uma vida curta e completa. É tão triste. A Natureza tem-nos estado a avisar da forma mais capaz possível, e nós continuamos a não aprender. Estaremos aqui, os honestos, a ouvi-la com atenção e a dar-lhe o respeito que merece. Para Ela, e para mim, o respeito também é ser livre.


*este não é um post triste