sábado, 6 de janeiro de 2018

do verbo ser

Tudo o que fiz e fui
o que disse e não
a vida o saberá.

Podes lavar as tuas
mãos nos rumores
do meu surdo ser

esta terra não é de pecados
apenas de ruídos surdos
líquidas incertezas

queimarei em pira
todos os resíduos de mim:
olhai dos cães este saber

conduzir na erva um rebanho
este gosto das mãos
pelo silêncio.

em Os Nomes dos Pássaros, de António Amaral Tavares